powered by
O especialista global em family office
Quais são os objetivos da sua família?
O single-family office pode ser qualquer coisa que a família deseja
Apoiamos você na criação do seu single-family office
Um assessor premiado
PT

O especialista global em family officeheader

Por que fundar um single-family office?

As principais razões para uma família criar um single-family office são:

  • Obter controle total.
  • Gerenciar sua fortuna profissionalmente, e
  • Transferir essa fortuna para a próxima geração de forma satisfatória.


Precisa de um family office?

Fale conosco:

+41 58 819 65 50
foss@family-office-advisory.com

NewsletterNossa Workshop

Leia mais ou entre em contato conosco para mais informações sobre como estruturar um single-family office.

Conteúdo:

  1. Famílias diferentes, objetivos diferentes
  2. 8 motivos para o single-family office
    1. Preservação do legado da família
    2. Controle, coordenação e consolidação de todos os bens da família
    3. Implementação de uma abordagem institucional para a fortuna familiar
    4. Transformação de uma abordagem de investimento privado para uma abordagem institucional
    5. Preservação do patrimônio familiar ao longo de gerações
    6. Proteção da privacidade dos membros da família
    7. Proteção patrimonial e estabilidade para membros da família
    8. Outros motivos
  3. Nossos serviços de assessoria de single-family office


Famílias diferentes, objetivos diferentes

Cada família chega à decisão de iniciar um single-family office a partir de um ponto inicial diferente. Algumas famílias já possuem um family office integrado e o transformam em um independente. Outras acabaram de vender ou abrir o capital de sua empresa familiar ou seu negócio familiar simplesmente gerou muita liquidez ao longo do tempo e a família deseja investir separadamente. Novamente, outras famílias estão mais concentradas nas próximas gerações ou em ter mais controle sobre os seus bens.

Quando você viu um family office,
você viu apenas um family office

Embora cada família tenha um motivo diferente para criar um single-family office, a motivação – a razão para tal – normalmente é similar.

Abaixo elencamos alguns dos principais impulsionadores que levam uma família a tomar a decisão de fundar um single-family office. Cada família é única então, para algumas, apenas um motivo será aplicável, enquanto, para outras. pode ser uma combinação ou algo completamente diferente que leva à decisão. De uma forma ou de outra, um family office próprio deve levar valor agregado à família.


8 motivos para o single-family office

8 motivos para o single-family office:

Expandir tudo | Reduzir tudo
  1. Preservação do legado da família

    A manutenção do legado do patriarca ou matriaca da fortuna familiar e fundador da empresa da família é um dos principais motivos para se considerar um single-family office (a função de “legado”). Aqui, não estamos falando apenas da manutenção do patrimônio em si (que já pode haver mudado de geração), mas também de uma abordagem e filosofia eficientes em relação ao patrimônio familiar, valores da família e/ou estratégia para os negócios da família. Isso também pode ser chamado de seu legado empresarial, humano, intelectual e social; como preservar seus valores e atitudes nas próximas gerações? Pescar juntos

    Muitas vezes, a primeira geração criadora da fortuna é a que começa a pensar em uma estratégia familiar para controlar, proteger e até aumentar o patrimônio para a(s) próxima(s) geração(ões).

    Caso seja a segunda (ou uma futura) geração que inicie este passo, isso normalmente acontece em respeito ao criador do patrimônio, com o intuito de preservar seus valores e proteger as tradições familiares – o ganho financeiro não é primordial.

    Avô rico, filho nobre e neto pobre

    No entanto, também pode acontecer que a próxima geração opine que o criador do patrimônio original fosse um oportunista e tenha feito apostas financeiras irresponsáveis, então o objetivo será estabelecer uma abordagem mais sistemática. Não é incomum que a ambição da segunda geração em preservar os valores da familía seja consistente com uma abordagem de investimentos conservadora, para preservar a fortuna da família.

  2. Controle, coordenação e consolidação de todos os bens da família

    Para algumas famílias com orientação internacional, o primeiro passo rumo à criação do single-family office é provocado pelo fato que a família simplesmente perde o controle e a supervisão de seus numerosos bens (a função de ‘supervisão’). Team working in a single-family office

    Quanto mais rica uma família se torna, mais bens espalhados ao redor do mundo normalmente possuirá. Podemos pensar em diferentes empresas e participações em todo o mundo e segundas (terceiras, quartas,…) casas espalhadas em jurisdições múltiplas. A família também pode possuir ativos troféu tais como aeronaves privadas, iates, automóveis clássicos, arte e joias exclusivas.

    Por cima disso, vêm os investimentos privados: contas em bancos para todos os membros da família, em diversos bancos, em jurisdições diferentes, capital privado, co-investimentos e imóveis comerciais. Monitorar e proteger todos esses ativos é uma tarefa por si só. Ao lidar com diversas gerações, o fato que cada uma tem tipos diferentes de bens pode ser um fator complicador adicional.

    Todos esses bens muitas vezes estão em diferentes estruturas tais como empresas, trustes ou fundações. Criar, administrar e manter tais estruturas pode ser altamente complicado e oneroso, sem mencionar todo o trabalho jurídico, fiscal e de conformidade relacionado a esses tipos de estruturas.

    A tarefa do single-family office é documentar, controlar, administrar e consolidar todos os bens, assegurar que a propriedade está juridicamente bem documentada e que todos os ativos estejam estruturados e em conformidade com a legislação fiscal e transfronteiras. A equipe do family office normalmente executa as transações e coordena advogados e assessores fiscais externos em múltiplas jurisdições.

    Apenas garantir que a família e seus ativos estejam segurados adequadamente pode ser uma tarefa desafiadora por si só. Em última instância, o family office se torna o ponto de contato central para todos os membros da família.

  3. Implementação de uma abordagem institucional para a fortuna familiar

    Quando o obejtivo de uma família é a preservação do patrimônio familiar ao longo de diversas gerações, temos uma forte convicção de que isso só é possível por meio de uma abordagem institucional. O patrimônio particular da família deve ser gerenciado como se fosse uma empresa.

    A manutenção do patrimônio de uma família é um trabalho, um negócio em si. Esta abordagem é uma necessidade e não tem relação com o tamanho da fortuna da família. Isso se aplica a qualquer família que queira reter seu patrimônio, independentemente do seu tamanho.

    Uma família deve gerenciar seu patrimônio privado como se fosse um negócio

    Na prática, notamos que um número crescente de empresas familiares estão implementando regras de governança familiar para alcançar esse objetivo, mas a maioria ainda não tem uma estratégia que considere o patrimônio geral da família. Quando uma empresa familiar é vendida, gera lucros consideráveis ou alguém herda muitos ativos que podem ser investidos livremente, regularmente constatamos que uma abordagem institucional em relação ao patrimônio familiar não é implementada ou é esquecida rapidamente.

    Muitas vezes, bens e atividades importantes não são incluidos nessa abordagem, embora deveriam ser. Os proprietários da riqueza normalmente estão menos interessados ou ligados aos seus bens particulares em comparação aos ativos empresariais.

    A criação de um single-family office é um meio para abordar o patrimônio global familiar de forma institucional, com estrutura e objetivos para os proprietários da fortuna e todos os membros da família afetados (a função de ‘governança’). Isso também significa que os membros da família se comprometem a gerenciar pelo menos a maior parte de seus bens de forma coletiva. Também pode ajudar a definir o propósito para todos os envolvidos, criar uma visão de futuro e esclarecer responsabilidades para todos os envolvidos, contribuindo assim para a preservação dos bens e coerência familiar.

  4. Transformação de uma abordagem de investimento privado para uma abordagem institucional

    A principal tarefa do single-family office é, na maioria dos casos, a gestão de investimentos e a profissionalização do investimento (a função de ‘investimento’). A expectativa para o futuro é que a gestão do investimento permaneça como atividade central da maioria dos family offices. Growth of investments

    A criação de um single-family office ou private investment office permite que uma família rica implemente e institucionalize uma abordagem de investimentos independente, ao invés de agir como investidor privado. A família contrata especialistas financeiros – que estão inteiramente ao seu favor – para proporcionar orientações objetivas em relação à alocação dos bens familiares estratégicos, investimentos globais e taxas cobradas por gestores de ativos e bancos.

    A abordagem de investimento da família pode ser transformada, na maioria dos casos, de um investimento ad-hoc para uma abordagem profissional, sistemática, formalizada e personalizada. Isso resulta em retornos de investimento mais altos, custos mais baixos e gestão de riscos profissional. O family office pode até evoluir para se tornar uma empresa de investimentos altamente empreendedora ou a próxima geração pode inspirar uma mudança em direção ao investimento de impacto.

    Ao decidir investir coletivamente, a família automaticamente cria um poder de fixação de preços devido às economias de escala, redução dos custos globais dos investimentos e abertura de possibilidades para investir em tipos alternativos (institucionais) de categorias de investimentos e investimentos sofisticados.

  5. Preservação do patrimônio familiar ao longo de gerações

    Para a maioria das famílias, a preservação do patrimônio familiar ao longo de várias gerações é um objetivo muito importante – se não o mais importante – mas estatísticas históricas demonstram claramente que nem toda família consegue atingir esse objetivo (a função de ‘sucessão’). Aproximadamente 60% das famílias já terá perdido seu patrimônio ao chegar na segunda geração e quase 90% ao final da terceira geração.

    Fortunas e gerações

    Para alcançar o objetivo de preservar o patrimônio, um single-family office pode ser criado para apoiar a família com uma ampla gama de tarefas tais como a elaboração das regras de governança familiar para a empresa da família, estabelecer uma gestão de riscos adequada, elaboração de orçamentos, projeções de fluxo de caixa, monitoramento e relatórios de todos os ativos e desempenho da família, e implementação do planejamento patrimonial e sucessório. Educação patrimonial e orientação para a próxima geração muitas vezes são importantes para aumentar a percepção financeira e fiscal da próxima geração – que precisa se tornar a administradora responsável pelo patrimônio familiar.

    Essa combinação de serviços e medidas é implementada com a meta única de preservar (e aumentar) o patrimônio familiar ao longo das geração com o family office sempre no papel de coordenador. O family office cria continuidade quando as gerações mudam; regras claras estão estabelecidas.

  6. Proteção da privacidade dos membros da família

    Famílias ricas apreciam sua privacidade. A criação de um single-fmaily office pode ajudar na manutenção do sentimento de privacidade (a função de ‘privacidade’) até certo ponto. Dado que o family-office assume uma variedade de tarefas previamente exercidas por membros da família e passa a representar a família no mundo externo, isso é um benefício desde um ponto de vista de privacidade.

    O fato que membros individuais da família não sejam mais a principal pessoa de contato para todas as decisões sobre investimentos pode ser um alívio para a família. Na maioria dos casos o family office também é o confidente da família. Por isso, a função de privacidade muitas vezes é denominada como a função de ‘proteção’.

    A privacidade da família aumenta quando os membros da família não têm bens particulares tais como (segundas) casas, iates e contas bancárias pessoais, mas o family office gerencia e estrutura esses bens de forma adequada.

  7. Proteção patrimonial e estabilidade para membros da família

    Em algumas – se não na maioria – partes do mundo, uma função importante do single-family office é proteger a família, o patrimônio da família e preservar os membros da família e seus bens em casos de instabilidade política, econômica, geográfica ou religiosa (a função de ‘risco’).

    Diversos aspectos devem ser considerados nesse gerenciamento de risco:

    • Distribuição de bens por diversas jurisdições;
    • Utilização apenas de bancos depositários bem capitalizados;
    • Aquisição de uma segunda casa no exterior para membros da família;
    • Solicitação de autorizações de residência e segundas nacionalidades em jurisdições estrangeiras;
    • Organização de coberturas de seguro adequadas (tais como seguros em caso de sequestro e pagamento de resgate); e
    • Monitoramento da atividade em redes sociais dos membros mais jovens da família.
  8. Outros motivos

    Dado que cada família é única, em última instância cada família tem os seus próprios motivos para iniciar um single-family office. Uma combinação dos motivos acima normalmente é o caso, mas outras razões também podem ser consideradas. Não existem motivos errados. O single-family office deve trazer valor à família, fazer sentido financeiramente e ser implementado profissionalmente.


Consultoria especializada

Nosso serviço de assessoria de single-family office

Nesta página você encontrou uma antologia de motivos que levam uma família a considerar a criação de um single-family office ou private wealth office. Definir o que você deseja alcançar como família e estabelecer os processos necessários para implementar esse objetivo representa um desafio para a maioria das famílias. Seguir um processo sistemático é absolutamente necessário. Infelizmente, isso não ocorre na maioria dos casos.

A FOSS Family Office Advisory é um dos poucos especialistas que oferecem orientação personalizada e pessoal a famílias do mundo todo nos complexos desafios envolvidos na criação de um single-family office. Para saber mais sobre esse processo e nosso apoio profissional visite a página criação de um single-family office.

Você está considerando criar um family office e está interessado em aprender como? Podemos ajudar você; Ou talvez você tenha questões gerais sobre as vantagens e desvantagens do single-family office ou esteja enfrentando problemas ao criar o seu. Entre em contato conosco por telefone ou e-mail. Será um prazer ajudar você.

Authores: &
© Direito autoral
Este texto é uma tradução. Em caso de dúvidas, por favor consulte o texto original em inglês.

Workshop – Fundação de um single-family office

Algumas vezes por ano, organizamos um dia de introdução ao conceito de single-family office para um grupo seleto de famílias. Se a sua família está considerando a criação de um single-family office e gostaria de saber mais sobre o conceito e os desafios que você enfrentará durante o processo, por favor inscreva-se aqui: workshop@family-office-advisory.com.

As vagas são limitadas e alocadas por aptidão. O curso é organizado apenas em inglês.


Os temas a seguir também podem ser do seu interesse:

dmca/